Trabalhando com a REST API V2 do WordPress usando Ionic e AngularJS — Parte 2: Listando todos posts

Na semana passada começamos nossa série preparando o terreno, isso é, instalando todo o necessário para iniciarmos a construção.. Agora vamos partir para a programação e consumo dos dados do WordPress.

Hoje vamos criar uma página para exibir todos os posts do WordPress no nosso aplicativo, e por fim, na próxima semana vamos terminar compilando nosso app para rodar no Android.

Continuar lendo

Trabalhando com a REST API V2 do WordPress usando Ionic e AngularJS — Parte 1: Preparando o terreno

WordPress era uma plataforma só para blogs — Mas hoje isso já não é assim: Desde 2010, quando foi apresentado os tipos de posts e taxonomias personalizadas, a equipe por trás do WordPress luta para transforma-lo numa grande plataforma com diversos usos, ficando quase que um framework especifico para gerenciamento de conteúdo. A ultima novidade e que desde 2014 está sendo muito falada na comunidade é a REST API, essa API possibilita diversos usos, mas aqui falarei sobre o principal: Com ela podemos construir aplicativos moveis para consumir o conteúdo gerado pelo WordPress. Incrível, não?!

Nesse tutorial, vou dividi-lo em mais de uma parte, porque ele será grande e ficaria impossível e enrolado explicar tudo num post só. Então vou dividir em vários.

Nessa primeira parte do tutorial somente prepararemos o terreno, isso é, vamos instalar tudo o que é necessário para consumir os conteúdos do WordPress para nas próximas semanas partir para de fato construir uma aplicação.

Todo o tutorial será feito com base no sistema operacional Linux. Eu estarei usando o Ubuntu, para ser mais especifico, mas não será difícil aplicar em outros sistemas Unix Like.

Continuar lendo

Só pra Devs: Como burlar o tempo de propagação de DNS no Linux

Você acabou de migrar o site pro endereço final, pro domínio do cliente, mas ainda falta configurar algumas coisas, coisas essas que precisam ser feitas com o site em produção. Mas você não consegue acessar o site, tem que esperar horas pra propagar o DNS — Situação do cotidiano não? Posso apostar que a maioria dos desenvolvedores passam por isso quase sempre. Mas da pra ser evitado, sabia?

Continuar lendo