WordPress.com & Automattic comemoram o 10º aniversário

Ontem, 26/06/2015 o WordPress.com e a Automattic (empresa por trás do WordPress) comemorou seu 10º aniversário.

E para celebrar essa data, eles fizeram um vídeo muito legal mostrando uma série de sites desenvolvidos com WP e que apresenta uma linha do tempo de como foram evoluindo, confira (inglês):

A notícia completa, publicada pelo Mark Armstrong você confere aqui.

E para aqueles que se confundem com o WordPress.com e WordPress.org, veja esse texto do Zé Fontainhas.

Parabéns WP o/

 

Condicional Idiomas no WPML

Durante a tradução com o WPML, você pode precisar ocultar algo em determinado idioma, para isso podemos fazer uma condicional simples, com as constantes declaradas pelo plugin, dessa forma:


if( ICL_LANGUAGE_CODE=='en' ){
echo 'content in english';
}
if( ICL_LANGUAGE_CODE=='es' ){
echo 'content in spanish';
}

Novo design do repositório de Temas do WordPress

Para muitos que acompanham e esperam ansiosos as atualizações do WordPress e de seus temas padrões, temos mais uma novidade e essa não é nem tema, plugin muito menos alguma atualização no core. Trata-se do bom e velho repositório de Temas, que está de cara nova, dê uma olhada: https://wordpress.org/themes/

Novo layout no diretório de temas do WordPress

Com uma navegação muito mais intuitiva, facilidade nos filtros, o WordPress se modernizou e só tem a nos ajudar com mais essa inovação.

A Brasa na comunidade WordPress

Nossa ação começou antes da Brasa, ainda como Eté Design em 2010. Na época prestávamos serviços para a Ethymos e tinhamos o HackLab como uma referência, temos até hoje bons amigos nas duas empresas. Convidados pelo Leo Germani, que conheço desde o início do CulturaDigital.br, fomos eu e Everaldo para o WordCamp Curitiba 2010, fiz uma palestra para uma comunidade que eu ainda mal conhecia, apresentando o caso do Maracatu.org.br, vejam abaixo:

Agindo na tradução para o pt_BR

No meio da tarde em uma sala da Faculdade uma galera se juntou e através um papo prático que tava rolando lá, fiz meu usuário no wordpress.org e entendi como se fazia a tradução do próprio WordPress para o português brasileiro no translate.wordpress.org. Naquele dia mesmo, com a ajuda da Cátia e do Eduardo Zulian, fiz as primeiras traduções de strings. Desde então tento ajudar constantemente em todos os releases. Esse costume de troca direta de conhecimento anda sumido dos WordCamps pelo Brasil, vamos fazer isso em São Paulo em 2015.

Conhecendo um “automattician”

Lá em Curitiba, o evento de 2010 contou com a presença de José Fontainhas, fundador da comunidade Brasileira e de Portugal que na época ainda trabalhava na Automattic, foi muito importante para mim conviver um pouco com ele: pelo o que ele falou sobre o potencial da comunidade brasileira; sobre ele afirmar que as dezenas de milhões de sites do wordpress.com rodam em uma única instalação; e também no WordCana, porque nos presenteou com um cartãozinho de crédito mágico para despesas 🙂

Convivência com a militância do Software Livre

Quem organizou o evento em Curitiba em 2010 e 2012 foi o Vinicius Massucheto, que nos recebeu em sua casa, uma prática à ser cultivada. Ele é um dos principais líderes da comunidade Brasileira e, ainda hoje, nosso principal guru e amigo. Achei ele dando uma entrevista, coisa rara, falando da realidade da comunidade:

Em 2014 fomos para o WordCamp Belo Horizonte e pudemos conviver com o Rodrigo Primo, desenvolvedor do HackLab que têm sido um exímio palestrante dos últimos WordCamps. Ele abriu nossos horizontes sobre como poderia ser o futuro de nosso negócio e de nossa ação na comunidade.

Agindo no Fórum Brasileiro e no participe.wp-brasil.org

O Everaldo e o Matheus mantém uma cultura de responder perguntas no Fórum Oficial e fazem parte da equipe de Moderadores, eu fico mais ativamente no canal de Participação de nossa comunidade, um dos resultados concretos dessa interação é uma apresentação de 2014 das ações.

Fomentando e Organizando WordCamps

Fiz parte da organização do WordCamp Cutiritiba 2012 ainda sozinho e desde então convenci facilmente a todos da equipe a participarmos da organização do WordCamp São Paulo: em 2012 (organizado pela Cátia Kitahara); em 2013 (organizado pelo Vinicius Massuchetto); em 2014 (organizado pelo Claudio Sanches).

Veja esse post sobre nossa participação no WordCamp São Paulo 2013 e também entenda mais sobre WordCamps. Veja um post sobre nossa participação em 2014. Recentemente fomos para o 1º WordCamp Salvador, lá pude fazer uma entrevista com seu organizador, Leo Baiano, um outro grande líder que fala sobre como é possível criar uma comunidade WordPress e um WordCamp em qualquer lugar, veja nesse post.

Visual do Tema da Comunidade WordPress-BR

Na época do WordCamp São Paulo 2013, conseguimos fazer uma coisa que estávamos nos propondo a fazer faz muito tempo, assim, fizemos eu e o Everaldo, o visual do novo tema da Comunidade WordPress-BR. Vejam abaixo:

Layout2013-WP-Brasil-brasa-v02

Ele foi programado de um dia para o outro com uma equipe voluntária formada principalmente pelo Vinicius, Claudio e Rafael Funchal. Se quiser colaborar com esse projeto, participe do desenvolvimento dele pelo repositório da comunidade no GitHub.

Colaborando com o blog do wp-brasil.org

Também buscamos participar ativamente com publicações no site principal da comunidade, principalmente nosso mais novo integrante, Lucas Lima, mas eu também. Sempre buscando trazer novidades e compilações sobre eventos, discussões e informação aos que seguem e visitam o blog.

A Brasa na Gringa

A Brasa também tem representação nos EUA através do Lucas. Ele fez parte ativa da comunidade brasileira no ano de 2013 e em 2014 se mudou para St. Louis (Missouri), onde já se coloca a disposição para ajudar com a comunidade local e inclusive está na organização do Wordcamp St. Louis 2015.

2015 está só começando e nossa ação na comunidade só vai ampliar e se organizar cada vez mais! Até breve!

Brasa no WordCamp Sampa 2014

WordCamp Sampa 2012

No final de semana passado (18/10) aconteceu o terceiro WordCamp consecutivo em São Paulo. E nós da Brasa estivemos lá participando da organização, aproveitando as ótimas palestras e conhecendo novas pessoas.

WordCamp é um evento oficial sobre WordPress e é promovido pelas comunidades locais em todo o mundo. Para esse acontecer, a comunidade local precisa ser ativa e promover eventos frequentes de menor tamanho chamados de Meetups. Com isso a Fundação WordPress consegue dimensionar o interesse e potencial da comunidade para desenvolver um WordCamp.

Palestras

O evento contou com 20 palestras distribuídas em dois ambientes. Veja algumas das palestras que mais curtimos.

  • Como escrever para web (André Rosa) – Nessa palestra o autor abordou um pouco do lado jornalístico em escrever e mesclou isso com as facilidades e organização que o WordPress proporciona. Uma ótima palestra para os usuários WordPress que usam a ferramenta como escritores.
  • Um guia prático para planejar seu projeto WordPress (Léo Germani) – Passo a passo básico do desenvolvimento WordPress, Léo orientou sobre a estrutura padrão de templates e como planejar a partir disso e saber identificar (e como solucionar) templastes que não fazem parte dessa hierarquia.
  • Como projetar sites acessíveis usando o WordPress (Raphael Tavares) – O assunto aqui com certeza pegou muitas pessoas de surpresa com a gravidade e falha que existe em relação a criação de sites acessíveis para pessoas com algum tipo de deficiência visual. Raphael falou sobre os pequenos números de sites que encontrou pesquisando, que atendam plenamente os requisitos de acessibilidade.

Para ver a lista completa de palestra, clique aqui e confira no site oficial do evento.

Networking

O evento promove naturalmente um ambiente saudável de networking. Algumas empresas vão ao evento exclusivamente em busca de desenvolvedores e parcerias. Nos corredores, coffee breaks e almoço era comum pessoas apresentando outras, trocando cartões e ideias. Afinal o evento organiza e centraliza uma boa fatia de profissionais da área em um único lugar.

Veja algumas fotos:

Fazendo parte da Comunidade e dos WordCamps

Já falamos aqui sobre Comunidade, no próprio WordCamp a palestra do Gustavo Bordoni abordou esse assunto e mesmo com todas essas informações, muitas pessoas não entendem ou tem uma visão distorcida de como ela realmente é.
Um conhecido que eu nem imaginava que estava no WordCamp me abordou espantado dizendo: “Você é da comunidade WordPress,  que legal.”
O que precisamos, tanto como usuários como participantes da Comunidade, é deixar o mais claro possível que absolutamente qualquer pessoa pode fazer parte desse grupo.
O requisito básico é vontade e ação. Existem diversas formas que podem ajudar você a entrar na onda, respondendo dúvidas no fórum, traduzindo core, plugins e temas, organizando Meetups, reportando bugs e muitas outras possibilidades. Veja essa página no Codex Brasil.

Como organização, a Comunidade WP-Brasil possui um canal onde tudo é discutido aberta e publicamente, conheça o Participe.

Encerramento

Ao final do evento, após o encerramento, os participantes são todos convidados ao WordCana, que é um happy hour pós WordCamp para o pessoal confraternizar e trocar mais algumas idéias. No dia seguinte, o domingo foi marcado pelo WP Contrib Day que foi um Meetup com foco em solucionar dúvidas no Fórum.

WordCamp Sampa 2014 está confirmado

WordCamp Sampa 2012

Está oficialmente marcado o próximo WordCamp de São Paulo. A edição de 2014 acontecerá no dia 18 de Outubro na PUC Consolação.

Os WordCamps acontecem em todo mundo, e no Brasil muitos estados/cidades também estão se movimentando e criando suas edições. Esse ano mesmo tivemos o WordCamp 2014 Belo Horizonte e agora em Setembro  o WordCamp Rio de Janeiro 2014. O WordCamp é um evento oficial e possui autorização da Fundação WordPress através da Central de WordCamps.

Esse é um evento que envolve todos os públicos que trabalham com WordPress, desde o desenvolvedor de temas ao designer e blogueiro que o usa diariamente.

wc2014

Você que deseja patrocinar o evento, as Cotas de Patrocínio já estão disponíveis aqui.

Acompanhe as notícias através do site 2014.saopaulo.wordcamp.org ou pelo Facebook.

 

Como fazer Donwgrade do WordPress 3.9

WordPress 3.9.1 para 3.8.3
*Downgrade é uma expressão inversa a upgrade.

Muitas pessoas perguntam no fórum como fazer downgrade do WordPress 3.9 e nós aqui na Brasa tivemos esse problema de perto, e então resolvemos escrever esse post para esclarecer como fizemos e os riscos e cuidados com essa prática.

O downgrade que fizemos foi da versão 3.9.1 para a versão 3.8.3. Não é recomendado fazer saltos muito grandes entre as versões. E claro, antes de tudo, tenha backups de todo o seu site e faça isso em um momento com o menor fluxo possível de visitas ao seu site.

O que precisamos fazer consiste em trocar todos os arquivos que envolvem o WordPress, deixando apenas o wp-config, .htaccess e a pasta /wp-content. Normalmente, plugins que precisam criar arquivos ou pastas em seu site, o fará dentro da pasta /wp-content, mas é importante observar todos os arquivos da raiz para não apagar algum que não faça parte do core do WordPress.

Fizemos essa parte do procedimento pelo FTP, mas o mesmo pode ser realizado também via cPanel.

Criamos uma pasta chamada /wp-3-8-3 na raiz do site, e para ela subimos o WordPress, menos o wp-config, .htaccess e a pasta /wp-content.

FTP WP 3.9.1 para 3.8.3

Quais arquivos devemos alterar ao fazer downgrade do WordPress 3.9.1 para o 3.8.3

Criamos outra pasta [1], também na raiz, chamada wp-3-9-1, e então arrastamos os arquivos (menos wp-config, .htaccess e a pasta /wp-content) do WordPress que estava rodando no site (o então 3.9.1), isso é apenas por segurança, explico melhor mais abaixo.
Feito isso, entramos na pasta /wp-3-8-3 e movemos para a raiz todo seu conteúdo.

Pronto, o downgrade está feito. Agora ao acessar seu site, ele apresentará uma mensagem dizendo “Seu banco de dados precisa ser atualizado, clique aqui para atualizar”. Clique. Isso acontece porque algumas informações sobre a versão do WordPress ficam salvas no banco de dados, e então com o downgrade ele encontra conflito nessa informação, e com essa atualização do banco de dados ele corrige.

Os riscos

Já fizemos aqui esse procedimento algumas vezes e em todas conseguimos êxito. Sempre fizemos com versões muito próximas. Os riscos são grandes, por isso a indicação é que tenha um backup de tudo antes de fazer isso, principalmente do banco de dados e dos arquivos do seu tema.

Em caso de fazer o procedimento e não der certo, volte os arquivos que guardou naquela pasta, que criei apenas por segurança [1] sobrescrevendo os que estão na raiz.

Ué, mas porque usar uma versão antiga do WordPress?

Pois é, a indicação é que isso seja feito com consciência, pois a cada versão nova do WordPress ele corrigi erros e faz melhorias, com isso ele publica uma lista do que foi atualizado. Sendo assim, algum espertinho (hacker) que encontrar uma brecha em alguma versão do WordPress, pode utilizá-la para de alguma forma usar isso e colocar em risco suas informações.

O downgrade cabe em casos específicos e temporários, por exemplo quando se quer testar um tema ou plugin numa versão anterior.

WordPress – Page Template

Muitas vezes precisamos personalizar páginas no WordPress e ir além do que o arquivo page.php nos oferece. Para isso ele nos dá a opção de criamos Pages Templates (ou Modelos de Página). Com isso podemos fazer uma página de contatos com um design diferente ou mesmo criar uma landing page para apresentar algum produto ou serviço. Para criar uma, duplique seu page.php e renomeie com o nome que deseja, por exemplo para uma página de contato o arquivo ficaria como page-contato.php. E no início desse arquivo, antes mesmo da chamada do header, adicione:

 /* Template Name: Contato */

Esse Template Name é o que informa ao WordPress qual é o modelo para que então no wp-admin você possa escolher esse modelo ao criar sua página. Essa opção fica a direita no local de criação/edição de páginas. Caso queira ver a explicação do Codex clique aqui (inglês). Avançando ainda sobre o tema, você pode por exemplo adicionar um header, sidebar e footer específico. Pronto, simples e eficiente.

Cabeçalhos Dinâmicos

O WordPress oferece desde sua versão 2.1 a possibilidade de adicionar headers gerenciáveis ao seu tema. Isso possibilita deixar no painel (/wp-admin) a opção para as pessoas que administram o site, adicionarem imagens para o header, criando assim uma área mais dinâmica de acordo com sua necessidade.

Para ativar essa função, adicione o seguinte no seu functions.php (Lembrando que essa função add_theme_support está habilitada desde a versão 3.4 do WordPress):

add_theme_support( 'custom-header' );

Aqui seguem alguns argumentos que você pode personalizar:

$defaults = array(
	'default-image'          => '',
	'random-default'         => false,
	'width'                  => 0,
	'height'                 => 0,
	'flex-height'            => false,
	'flex-width'             => false,
	'default-text-color'     => '',
	'header-text'            => true,
	'uploads'                => true,
	'wp-head-callback'       => '',
	'admin-head-callback'    => '',
	'admin-preview-callback' => '',
);
add_theme_support( 'custom-header', $defaults );

Com isso configurado é hora de apresentar no tema, para isso use:

Pronto. Para mais informações e detalhes acesse o codex e/ou comente abaixo.